Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Nu descontexto

Neste tão vasto espaço recomeço as minhas histórias, as imagens e mensagens que passam por mim. Desejo partilhar este blog com quem quiser dispensar um pouco do seu tempo para amar comigo tudo.

Nu descontexto

Neste tão vasto espaço recomeço as minhas histórias, as imagens e mensagens que passam por mim. Desejo partilhar este blog com quem quiser dispensar um pouco do seu tempo para amar comigo tudo.

A senhora corajosa do metro (mundo)

Isto aconteceu! Há pouco tempo estava no metro a ouvir música. Já não sei se ia trabalhar, se ia passear... O que quer que fosse fazer desvaneceu-se ali. 

Dou comigo com uma jovem de 30 e tal anos ajoelhada a mim. Poderia ser um pedido de casamento, mas não era (obvio) .  Dei comigo a suplicar à senhora que se levantasse. Ela queria pedir-me comida, dinheiro e ou tempo para desabafar. Fui percebendo ao longo do que ela me dizia. 

Ouvia coisas que pareciam frases desconectas, "segurança social quer-me tirar a minha filha", "tenho até quarta", "estou grávida e despediram-me". Fiquei perplexa com tanta dor. Só consegui agarrar num molho de moedas e dar-lhe, mas mais que isso dei-lhe alguns minutos para desabafar comigo.

Mas eu não tirava a imagem dela prostrada aos meus pés e admito que não assimilei quase nada. Só a humildade de alguém que pede de joelhos. 

Ah! Era linda, e quando a ouvi esboçou um sorriso perfeito. Gostava de ser advogada, juíza, sei lá, para a poder ajudar realmente. Podem dizer que era tudo mentira, mas eu sinto que não.

Há tanta gente com problemas que doem e eu sou tão egoísta em só pensar nos meus. Fiquei a torcer por ela estes dias todos. Devia ter-lhe perguntado o nome. Só lhe disse para não se ajoelhar a ninguém e ela disse-me "Não tenho problema, sou humilde".

Espero que esteja tudo melhor.

 

74f332dd2cdbc08249f76e52720520b5.jpg

 

Marta

1 comentário

Comentar post