Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nu descontexto

Neste tão vasto espaço recomeço as minhas histórias, as imagens e mensagens que passam por mim. Desejo partilhar este blog com quem quiser dispensar um pouco do seu tempo para amar comigo tudo.

Nu descontexto

Neste tão vasto espaço recomeço as minhas histórias, as imagens e mensagens que passam por mim. Desejo partilhar este blog com quem quiser dispensar um pouco do seu tempo para amar comigo tudo.

Rapaz do samba no pé

 

'Há estranhos que nos marcam. Passam por nós em passada rápida, de chinelo no pé, com sorriso que embarca o mundo.

 

Encantamo-nos. Mas não podemos ser demasiado intensas porque a sociedade não permite.

 

Rapaz do unicórnio espero pelo nosso primeiro jantar. Posso esperar?

Da sua louca'

 

 

(bilhete que encontrei no chão) 

Desapontamento 🤔

Bom dia de sol 💛

Há que tentar ultrapassar os desapomentos. Por vezes as pessoas que os causam ou mesmo as situações não o fazem de propósito. Somos humanos, erramos. Mas quem é a suposta vítima também tem a sua parte de culpa. Porque uma dor não se faz só. 

Há que tentar entender ambas as partes e ir para a frente. 

O fim de uma relação, um despedimento o que seja tem sempre duas pessoas e com isso duas responsabilidades... 

Não julgo quem me fez chorar, as vezes queremos dar tanto, abrimo-nos tanto que causa um peso enorme ao outro.

Não sou ninguém para culpar pessoas ou situações sou sim alguém para aprender com elas e ser melhor na próxima ☺️

Vou trabalhar 😏

E vocês como lidam com o desapontamento?

Marta

Novidades ❤️💛💙

Bom dia 😍😘

Desculpem a ausência mas começei um trabalho novo e não tive ainda tempo para o meu bebé blog. Está a ser uma experiência muito boa a nível pessoal. Sinto um retorno positivo dos meus sorrisos, do meu esforço 😊 Vamos ver o que acham eles, estou só á experiência.

Na folga já escrevo um pouco mais hoje so vos queria deixar a mensagem, sejam firmes! 

Com amor, 

Marta 

IMG_20190904_090455.png

 

 

Verão no coração

Bom dia cheio de sol. Será que o Verão se atrasou? 

Estou acordada desde às 5 horas. :( A vida não é linear. Não estamos sempre felizes, nem sempre tristes (é o que se espera). Convêm estarmos em paz e  eu estou. Paz com o universo, paz com a minha família, paz com os meus amigos, paz comigo. 

Sou, hoje, a minha própria razão da minha felicidade e tudo o que entrar de novo na minha vida só me preenchera mais não será para tapar feridas que a cada dia que passa estão mais saradas. 

Perdi muita gente estes dois anos. Não porque seja má ou essas pessoas o sejam, eu sintoque todas as relações têm um prazo. A eternidade pode ser o prazo, como não. Estou em paz com isso e sem zangas. Amo-as no sitio delas e o que vivemos juntas. O abraço delas ainda cá está e se quiserem voltar, com o tempo o que se quebrou pode consertar. Ou não, pode ter-se perdido para sempre. Mas foi bom no nosso tempo.  

A amizade é o melhor que podemos ter na vida. É o sentimento mais puro sem qualquer segunda intenção, na maioria das vezes, sem malícia. 

Vamos amar hoje? 

economia-do-mar-Portugal-desígnio-nacional.jpg

 



Vou até á praia agora, a minha paixão também, já vos deixo umas fotos (não sou muito boa a tirar riso)

Voltar ao lar

Boa noite já com um olhinho fechado. :)

Há realmente sempre um sitio que nos espera. Seja uma cama, um colchão, um lar, uma familia. Eu tive a benção de ter os sorrisos dos meus pais ao chegar de malas ás costas como quando era  criança e adolescente dos acampamentos.

O amor que os meus pais têm por mim é tão grande que não cabe neles. Em zmar vi pais assim, que punham boias nos braços dos filhos e fingiam estar a nadar, para que estes não se sentissem mal, enquanto os ensinavam. Lembro-me tão bem do meu pai me pegar ao colo com um balão atado ao braço para eu beber água de uma fonte. Não era a mesma coisa sem a alegria, as discussões, as birras deles. Eu não seria tão cheia de luz.

Voltei para casa. Onde me sinto segura e de onde parto todas as manhãs para uma nova batalha. Onde recarrego forças para novos desafios. Segunda será um novo. Veremos se gostarei, como será. Só quero estar em paz e bem comigo para o começar.

E vocês, quem vos espera? Poderá ser o meu blog apartir de agora.

Com amor,

Marta

 

0.jpg

 

Frases do coração

Quero de volta os meus melhores dias

Não é por ti que choro

Pois não eras assim quando te vi sorrir

Era um dia bom

O sol queimava as nossas roupas

Elas acabaram mesmo por se queimar

Eramos só nós, nus, a olhar um para o outro

Pensei que teriamos muito tempo

Mas não eras assim quando te vi sorrir

Esse homem não me magoaria nem por um segundo

Eu sei que ele me amou

E sei que os seus olhos penetraram o meu corpo

Não me tocaste, literalmente, mas estavas em mim

Quis-te quando fiquei com pele de galinha

Agora foste embora de forma cruel

Estás aqui e não te reconheço

Amo-te, mas só é o teu corpo que reconheço

Por isso dói

Por ter sido amor dói

E um dia encontrará uma alma

Que eu partirei, como a tua, do principio ser pura

A paixão que sinto não é tua

Já não pertence a ninguém

Vai metamorfosear-se em algo bonito

Mas não mais em um nós

Sem pontos

Sem respirar

Foi assim que vivi estes dias

Primeiro dia zmar🌾💛❤️🌳

Meu querido zmar, daqui vos envio os bons dias. 

 

Até agora esta experiência tem a ver com doação e amor. Sem a minha irmã não estaria a usufruir destas dores de costas matinais 😂 Mas também não estaria a rir às gargalhadas com toda a parte de animação. 

 

O inicio foi um máximo construir a tenda, complexo pois a última vez foi a mais de 15 anos mas gostamos tanto que almoçamos nela. 

 

Fomos fazer compras para comer estes dias e não ter que andar cá e lá de carro a recolher (e hoje descobrimos um microondas 🙄).

Passamos o resto da tarde a explorar o parque e na piscina, o sol Alentejano queima senhor! A piscina foi ótima.

 

Mas o ponto alto foi a enorme tenda à noite no espectáculo de comédia. Essas actividades estão abertas a campistas e casas gratuitamente, é brutal. 

 

Deixo-vos algumas fotos do primeiro dia. 

 

Agora vamos fazer uma que é 'selfie spot', sitio específicos onde tirar fotografias no espaço de zmar. 

 

Com amor

Marta

 

 

IMG_20190827_104247_926.jpg

IMG_20190827_171544_045.jpg

 

IMG_20190827_162803_399.jpg

IMG_20190827_131527_029.jpg

IMG_20190827_161646_791.jpg

 

 

Vermelho

Boa tarde de frio e cheiro a Natal.

 

Da minha janela vejo os topos dos gorros, as botas a espreitar por entre casacos volumosos, que avançam aquecendo quem trazem dentro. E eu trago tanto dentro deles.

 

Têm sido dias bons, até mágicos. Há desaparecimentos, a lamentar com muito pesar, há nascimentos a festejar e renascimentos de todos os anos. Tive tantas pessoas queridas a festejar o aniversário no fim do mês de Novembro início de Dezembro, tantas alegrias, tantos bolos e  festejos. Não pude participar fisicamente em todos, mas em cada um tive a minha alma. 

 

Chegou o mês do vermelho. Seja o vermelho do pai Natal, do coração, dos azevinhos, sei lá mais do quê. Um conjunto de dias cheios de amor, brilho e luz. É também o mês detentor do dia mágico em que fazemos os planos para o ano seguinte, e cremos que tudo será melhor. Eu creio.

 

Lisboa já tem árvores por todo o lado, luzes que parecem estrelas e encanto.

 

Vamos falando.

 

Com amor,

Marta

 

IMG_4331.JPG

 

IMG_4375.JPG

 

IMG_4526.JPG

 

De volta a Chaves

Em Chaves. Comida boa, paisagens lindas, calor intenso, família de coração extraordinária. O que mais se pode querer?

Consigo ver na rua da aldeia emigrantes a chegarem, abraços infinitos, cheios de alegria e emoção, partilhada num "fino" e em dois, três, quatro dedos de conversa. Com quem vem de uma luta infindável, para em Agosto poder regressar.

Chegam exaustos, 14 horas de viagem de França a Portugal, ouvi eu, mas não o demonstram, só se vê boa disposição e vontade de aproveitar cada minuto.

Terra de gente especial, da região norte, de onde eu própria tenho origem. Onde passei alguns Verões em criança, chapinhei nas possas de lama, dei comida aos animais, apanhei amoras, dancei nos arraiais e tive o meu primeiro amor. 

Há tantas histórias a contar que me perco e acabo por sentir que são estes cantos no mundo, no nosso pequeno ecossistema, que nos fazem sermos melhores.

Vamos continuar por cá, entre casa, passeio á cidade e como dizem cá: "Vá vamos falando!".

 

Até já,

Marta

IMG_2330.JPG

Os mercados da minha vida

 

Boa tarde!

Hoje fui ao mercado de Alvalade. Fantástico... Dirão vocês o que uma ida ás compras tem de tão interessante. Tem! E várias coisas.

Primeiro, é um ritual. 
A escolha dos legumes, a cara de fresquinho do peixe, que daí a uma hora estará no nosso prato a deliciar o dia. As pessoas são simpáticas, regateamos os preços, que conservam a nossa bolsa para um café quentinho ao som do "leve este carapau que é mesmo fresquinho". Ao ritmo de um pavilhão repleto de sacos coloridos, mais cheios ou vazios, e aromas inigualáveis.

Comprámos um peixe fresquinho, que nos soube a uma estrela Michelin e a um almoço digno da realeza. Não tivesse eu em casa um verdadeiro chef, que por vezes nada parece de amador. Saltita pela cozinha, dançando com os alimentos. Dá tanto gosto vê-lo cozinhar como provar as deliciosas receitas que confecciona.

Mas há mais um razão para eu gostar de mercados. Com muito orgulho digo que o meu pai trabalhou em um, não importa qual, á muitos anos atrás. Mas numa altura em que eu era tão sensível, dada a tenra idade, que me marcou. 

Os elogios das floristas á menina do papá, até ao restaurante onde comíamos a carne que trazíamos do talho onde trabalhava e que me sabia a melodia de amor. A paixão que sentia, e sinto, pelo meu rico pai. Lembro-me de ir de comboio até lá, toda atrapalhada, mas lá chegava eu, pronta para os mimos e elogios de todos os que trabalhavam e conviviam com ele.

Lembro-me de haver uma loja de animais, já no exterior do mercado e o dono me oferecer, não sei se um passarinho ou um peixe. Algo assim. E, calma, nunca esquecendo o senhor do café, que me oferecia guloseimas à socapa dos olhares atentos do meu babado pai. Que tempos... Delicados e amorosos.

Foi tudo e mais tudo que hoje recordei em Alvalade. Agora com outro homem, igualmente da minha vida, e com outros cheiros e sabores. De uma forma diferente, igualmente, e repito a palavra, delicioso, prazeroso, delicado... Apaixonante!

Diverti-me, recordei, dançei por lá e tive uma manhã cheia. Espero que a vossa também.
 
Um resto de dia feliz,
Marta 
 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D